• ECAPE

Poda em Nogueira Pecã

Para a implantação de um pomar de nogueira Pecã, o manejo da poda é um trato cultural de extrema importância para a planta e estabelecimento da cultura, visando também a produtividade e qualidade dos frutos. 

Portanto, é recomendado no momento da implantação, podar aproximadamente 1/3 até 1/2 da muda (enxerto). Essa atividade é importante, pois, além de compensar (equilibrar) as raízes que foram perdidas ou danificadas no momento da implantação, também elimina o aglomerado de gemas presente no ápice  da muda, evitando e formação de “pé  de galinha” e/ou forquilhas. Essa poda  também visa estimular o crescimento secundário do caule da planta, ou seja, o crescimento em espessura (diâmetro) e estimular o desenvolvimento de novas brotações ao longo do caule.

Já no primeiro ano após o plantio das mudas a campo, a poda de formação deve ser iniciada, conduzindo-se a planta em forma de líder central modificado, realizada no inverno, (julho a agosto) e complementada com poda verde, quando necessário (outubro a dezembro) retirando ramos mal localizados e que possam promover o sombreamento no interior da copa. Esse tipo de poda deve ser realizado anualmente até o sexto ou sétimo ano. 

Há também as podas de frutificação que deve ser realizada no período de dormência das plantas (inverno), realizando o desponte dos ramos, na proporção de um terço do crescimento dos ramos. 

As podas de frutificação, clareamento, fitossanitárias de renovação e verde também devem ser incluídas nos tratos culturais e de manejo do pomar.

A ECAPE realiza serviços prestados para dar suporte e auxílio no manejo de podas em Nogueira Pecã.




18 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo