• ECAPE

Pastagens cultivadas em área de lavoura

De acordo com a primeira estimativa da Emater, a safra de grãos (soja, milho, arroz e café) de 20/21 terá um aumento de cerca de 40% em relação ao ano anterior. Para 2021, as expectativas para a colheita de soja são muito boas, tendo em vista que tivemos condições climáticas que favoreceram o cultivo na maior parte das regiões do Rio Grande do Sul.

Com a boa produção, aliada a um preço satisfatório do produto, muitos produtores começam a repensar suas atividades, buscando novas alternativas de renda. Sendo assim, é notório o crescimento do número de áreas cultivadas com soja ao passar dos anos, diminuindo inclusive a área de arroz irrigado que é a “anfitriã” no Sul do RS e essa dinâmica consequentemente reflete também na atividade pecuária do nosso estado.


Mas então, como podemos otimizar os ganhos e ainda assim, manter duas atividades em uma mesma área? O primeiro ponto que devemos ter em mente é o planejamento antecipado das atividades que teremos dentro da fazenda, pois sem ele corremos o risco de ter operações menos eficientes, podendo perder épocas “ótimas” para realizar determinada tarefa. Um exemplo disso, é a época de semeadura, que pode ser feita com atraso, aumentando as chances de gerar problemas e por consequência atrasar a colheita, gerando uma pastagem mais tardia afetando a pecuária.


Através desse exemplo, voltamos a nossa atenção para a produção de pastagens, que posteriormente nos darão insumos para o desenvolvimento da atividade pecuária e que se bem implantadas e manejadas, permitirão lucros satisfatórios com a segunda atividade sob a mesma área na propriedade, inclusive se a atividade da pecuária bem manejada trará inúmeros benefícios para a lavoura, seja soja ou arroz. Nessa fase devemos levar alguns pontos em consideração, pois como já ressaltamos anteriormente, um passo importantíssimo para o sucesso das atividades é o planejamento prévio. Veja alguns exemplos:

  • Qual ou quais culturas forrageiras devo implantar?

  • Qual a fertilidade e capacidade produtiva do solo da minha propriedade?

  • Qual área implantarei pastagem, e com isso qual será a carga animal suportada?

  • Quanto será o meu investimento ?

Ressaltamos que esses, entre outros, são questionamentos extremamente importantes para manter uma produtividade sustentável e rentável dentro da propriedade. Cabe também salientar que este planejamento inicial não envolve somente a atividade pecuária e sim um macro planejamento da propriedade, onde serão levados em conta fatores como: atividades futuras, planejamento financeiro, de retorno da atividade e o importante encaixe das áreas com lavouras, no sistema beneficiando todas as partes envolvidas.

O primeiro passo para uma atividade pecuária bem sucedida, seja sob área de lavoura ou não, é uma análise criteriosa do solo, pois é baseado na fertilidade da área e na capacidade de investimentos em insumos para o solo, que são feitas as tomadas de decisões futuras. De posse da análise do solo e com as questões anteriormente citadas respondidas, chega a hora da implantação da forragem propriamente dita, que necessitará de outros inúmeros cuidados, para que se possa ter um máximo aproveitamento de todos os investimentos feitos!


Nós da Ecape Jr. podemos te ajudar nesse pontapé inicial, seja com análise de solo e recomendação de adubação e calagem, com a implantação e/ou manejo de forrageiras, com planejamento estratégico de produção para tua área, bem como no teu planejamento financeiro, para essa inserção ou permanência no mercado da atividade pecuária.



Fonte:

https://gauchazh.clicrbs.com.br/economia/campo-e-lavoura/noticia/2020/09/colheita-de-graos-de-verao-no-rs-deve-crescer-4027-em-2021-ckewvmnc4001a014yb1a290ns.html


24 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo