• ECAPE

Manejo no período da desmama de bezerros

Atualizado: 5 de out.


O desmame é definido como a separação final do bezerro da mãe com a finalidade de encerrar o período de lactação, estimulando assim o desenvolvimento do rúmen do bezerro e aliviando o estresse materno da lactação. O manejo nesta fase da vida de um animal é um dos mais críticos. Isso porque pode causar estresse emocional e físico para a mãe e sua prole, levando à redução do consumo de alimentos e consequentemente baixo desempenho animal, levando a déficits de desenvolvimento. Nesta publicação, visamos trazer alguns cuidados e alertas em relação a esse período da vida do animal.

Independentemente da idade do desmame, a época é marcada por grande estresse nas crias, os animais podem passar por período de baixa imunidade geral contra doenças, pois o estresse é responsável por transformações fisiológicas importantes que culminam com elevados níveis plasmáticos de substâncias produzidas no próprio organismo e que diminuem as defesas do animal.

Pensando no melhor momento para fazer o desaleitamento de bezerros, deve-se cuidar fatores como a idade, onde costuma ser entre 6 e 8 meses de vida, pois, geralmente nessa idade eles podem ser considerados ruminantes e têm condição de viver alimentando-se apenas de forragem sólida. Outro fator é o peso, no qual os animais devem dobrar de peso durante os meses que mamam, e também o consumo de concentrado, sendo que os bezerros precisam estar consumindo uma quantidade mínima de concentrado relacionado ao seu peso, isso estando associado ao desenvolvimento do rúmen, ou seja, se o novilho ainda não consome a quantidade ideal de concentrado, significa que seu rúmen não está suficientemente desenvolvido e ele deve permanecer mamando.

A desmama pode ser realizada de diversas formas, em uma desmama tradicional os bezerros são separados da mãe e ficam isolados em um curral por dois a três dias, com acesso a água, ração e capim fresco. A alternativa ao curral são os piquetes de desmama, nos quais os bezerros permanecem junto com os animais adultos que não sejam suas mães e são chamadas de “madrinhas”, envolta com uma cerca reforçada (fios de arame).

Após a separação, os bezerros serão levados para pastagens de boa qualidade, de médio-alto-porte, com boa aceitabilidade e alta densidade, e mantidos distantes das mães. A pastagem disponível deve ter maior proporção de folhas em relação aos colmos, e suplementos podem ser utilizados para aumentar os ganhos de peso e eficiência alimentar.

Portanto, o momento de separação da cria e da mãe requer atenção em diversos pontos e cuidados para que seja feito com menor impacto possível, evitando o estresse desnecessário nos animais, o que pode prejudicar a produção.

Visando estabelecer a desmama no momento ideal, a ECAPE Jr. poderá planejar, analisar e viabilizar o melhor momento para os animais se adaptarem, fazendo com que o produtor tenha mais assertividade em seu negócio, então não perca tempo e entre em contato com a nossa equipe e tire todas suas dúvidas.



Referências:


HTTPS://PASTOEXTRAORDINARIO.COM.BR/MANEJO-NO-PERIODO-DE-DESMAMA-DE-BEZERROS/. [S. l.], 15 set. 2022. Disponível em: https://pastoextraordinario.com.br/manejo-no-periodo-de-desmama-de-bezerros/.


HTTPS://OLD.CNPGC.EMBRAPA.BR/PUBLICACOES/DOC/DOC93/011OUTRASPRATICAS.HTML. [S. l.], 15 set. 2022. Disponível em: https://old.cnpgc.embrapa.br/publicacoes/doc/doc93/011outraspraticas.html.


8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo