• ECAPE

Dicas para começar a produção de mandioca


A mandioca, também conhecida como aipim, macaxeira ou maniva, é um tubérculo como a batata, por exemplo, mas ela é uma boa fonte de fibras que pode ajudar a controlar os níveis de glicemia e colesterol no sangue, ajudando por isso a evitar doenças, como diabetes, infarto e derrame. Além disso, é rica também em cálcio, potássio e ferro, é importante para o fortalecimento dos ossos, produção de colágeno, cartilagens e tecidos em geral. Enfim, inúmeros são os benefícios que o consumo da mandioca traz. Então, já parou para pensar que você mesmo pode produzir? Ahh, não sabe como? Então confere aqui que nós vamos lhe dar algumas dicas para produzir mandioca.

Para começar sua produção de mandioca não é preciso um espaço de terra muito extenso, mas fique atento a umidade do solo, pois a falta dela durante os primeiros meses após o plantio pode causar perdas na hora da planta brotar e o excesso de umidade pode fazer com que as raízes apodreçam. Por isso, o solo deve ser arado e gradeado para eliminar compactação e desfazer torrões. Aconselha-se fazer duas arações: a primeira dois meses antes do plantio, e a segunda no plantio, seguida de gradagem.

Uma das partes mais importantes para se produzir a mandioca está na adubação e calagem, pois ela é uma planta que exige bastante cálcio e magnésio do solo, esses nutrientes podem ser fornecidos pela aplicação de calcário. Outros nutrientes também são importantes para este plantio, por isso é ideal que se faça uma análise de solo, para saber a dosagem correta a se aplicar de cada nutriente. E a ECAPE pode te ajudar. Realizamos análise de solo e a recomendação de adubação e calagem.

Após isso, podemos realizar o plantio. Ele pode ser feito em sulcos, covas ou camalhões, usando a profundidade de 10cm. Após a distribuição, as manivas devem ser cobertas com uma camada de terra, fechando todo o sulco. Fique atento também à época em que irá fazer o plantio, pois a escolha da época adequada reduz a possibilidade do ataque de pragas e doenças. Geralmente, é feito nos primeiros meses do período chuvoso, ou seja, de outubro a janeiro. A escolha das cultivares a se plantar deve ser em função da exploração (mesa, indústria), da resistência a pragas e doenças e do potencial produtivo, ficando assim a critério do produtor. Porém, certifique - se que a planta escolhida para o plantio é de boa qualidade. Ela deve ter de 10 a 14 meses de idade e ser livre de pragas e doenças. Se o “miolo” estiver branco é um indicativo que está livre de doença e se a rama estiver sem buracos não deve ter pragas. As ramas cortadas dão origem às manivas, que devem ter aproximadamente 20 cm de comprimento, com cerca de 6 a 7 gemas (“olhos”). A medula, que é a parte mais interna e branca, deve ocupar a metade do tamanho do miolo.


Corte de mandioca mostrando o miolo e a medula. A que está ao centro é a ideal para o plantio.

Fonte: Valéria Saldanha Bezerra apud EMBRAPA, 2012


Por se adaptar a diferentes climas e ter uma fácil propagação, a mandioca possui um ciclo de cultivo mais longo. Este, pode ser feito a partir do oitavo mês de produção, podendo durar até dois anos. Há casos em que você poderá colher o vegetal no sétimo e até no sexto mês, tudo irá depender do diâmetro da raiz, o qual é recomendado possuir mais do que três centímetros.

Aqui, alguns outros manejos importantes para ter sucesso na sua produção:

  • Tratos culturais: A lavoura de mandioca deve estar livre de plantas daninhas nos 120 dias depois do plantio. A concorrência das plantas daninhas com a cultura nos primeiros 60 dias reduz pela metade a produção de raízes. Após este período, pelo crescimento da cultura acontece o sombreamento, reduzindo, assim, a capacidade vegetativa das plantas daninhas. O controle pode ser feito manualmente, com o auxílio de enxada, ou com cultivador de tração animal/tratorizada.

  • Poda: Só é recomendada em casos extremos, como: geadas, alta infestação de pragas e doenças ou necessidade de ramas novas para plantio e utilização para forragem. Cortar as plantas a uma altura de 20 cm da superfície do solo.

Quanto à colheita, as épocas mais indicadas são aquelas em que as plantas encontram-se em período de repouso, ou seja, quando pelas condições de clima e do ciclo elas diminuíram o número e o tamanho das folhas. Embora já existam implementos mecanizados de fabricação nacional, a colheita da mandioca é primordialmente manual e/ou com auxílio de implementos.

E aí, pegou essas dicas? Precisa de mais algum auxílio? Nós podemos te ajudar! Entre em contato!



Fontes:



44 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo