• ECAPE

Colheita de pêssego - algumas dicas e cuidados na hora de colher o fruto!


Ponto de maturação: é preciso entender a evolução da maturação dos frutos acompanhando as árvores que estão produzindo. Na prática, para acompanhar o ponto de maturação, podemos realizar a amostragem de frutas, que consiste na coleta de 8 a 10 plantas que representam o pomar em diferentes pontos da área, colhemos em cada planta 4 frutos que apresentam maior semelhança com a produção da planta. Esse processo é feito várias vezes até chegar no ponto de colheita.

Para entender o ponto ideal é preciso saber que um pêssego colhido fora de época não vai ter sabor e coloração adequada e ainda, terá um excesso de acidez. A colheita desse produto fora de época vai fazer com que o consumidor o rejeite. Assim o trabalho de um ano todo pode se perder.

Para iniciar a colheita é preciso observar o desenvolvimento das frutas, principalmente a passagem da coloração verde claro/esverdeada para tonalidades amareladas, amarelo-clara, rosa ou mais avermelhada, portanto, sair da tonalidade verde. Outro ponto importante é o diâmetro da fruta, pois sempre haverá no diâmetro um limite de crescimento e depende da cultivar, a partir do ponto que se atinge o máximo crescimento o fruto começará a perder compostos e se degradar, por isso é importante sempre observar o tamanho e a coloração.

Organização: ao definir o foco de trabalho (indústria ou mesa, para merenda escolar ou pro consumo próprio), organizamos a mão de obra, o transporte e ainda embalagens em função da área e da produção. É necessário preparar as equipes de trabalho para a colheita, pois toda a produção de pomares da mesma cultivar precisam ser colhidas de 5 a 10 dias.

As frutas devem ser colhidas com a palma da mão através de um leve torção, tomando o cuidado para não causar compressão (apertar) na mesma;

O período de colheita ideal é na parte da manhã, a fruta estará com seu máximo vigor e ainda não terá sofrido com o sol. Se for para o pêssego de mesa, poderá ser levado direto ao mercado consumidor, assim, não há perda de peso (que significa a renda para o produtor). É recomendado o pré-resfriamento após sair do campo, objetiva-se com isso aumentar o tempo de prateleira.

Outras observações:


• Os colhedores devem estar com as unhas devidamente aparadas;

• Não se deve colocar junto das embalagens de colheita as frutas que foram recolhidas do chão. Estes, além de apresentarem prováveis danos, podem estar contaminadas por fungos;

• Os pêssegos deverão ser colocados com todo cuidado nas embalagens, procurando não encher demasiadamente as mesmas;

• Lavar com jato de água as sacolas e embalagens utilizados na colheita, eliminando restos de terra e sujeira, enxaguando posteriormente com solução à base de cloro (1 litro de água sanitária em 100 litros de água);

• O carregamento e transporte das frutas do campo para a central de embalamento, deve ser realizado com cuidado, evitando danos mecânicos e de vibrações nas frutas. Isto requer também uma boa manutenção das estradas.

Fonte: Embrapa

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo