• ECAPE

Adubação verde no pessegueiro


O que é?

Consiste no cultivo de plantas, em rotação/sucessão/consorciação com as culturas, que melhoram significativamente os atributos químicos, físicos e biológicos do solo. As plantas denominadas “adubos verdes” tem características recicladoras, recuperadoras, protetoras, melhoradoras e condicionadoras de solo. Englobam diversas espécies vegetais, porém a preferência pelas leguminosas está consagrada também por sua capacidade de fixar nitrogênio direto da atmosfera, por simbiose.

Para o pessegueiro, a adubação verde revela alguns pontos positivos, como: Produtividade média maior por planta de pêssego; Maior índice de fertilidade das flores; Maior volume da copa; Redução de custos com insumos; Aumento no número de frutos por planta; Maior qualidade do pêssego, com maior equilíbrio entre doçura e acidez; Maior vigor dos pessegueiros, e um desenvolvimento melhor para as raízes; Alguns consórcios ajudam no controle de nematóides.

Benefícios para o solo: Manutenção e restauração da estrutura do solo; Enriquecimento com Nitrogênio por causa da fixação biológica de consórcios com leguminosas; Auxilia o controle de ervas daninhas, mantém ou aumenta o teor de matéria orgânica do solo e diminui o estresse hídrico nas primaveras e verões secos; Conserva a biologia do solo; Serve como "residência" para inimigos naturais de pragas do pessegueiro.

Observações Gerais: É preciso fazer a correção da fertilidade e acidez do solo, tanto para a cobertura que vai ser implantada quanto pro pessegueiro, isso é feito após a colheita do pêssego.

Pontos negativos: Não há influência constatada no diâmetro do tronco do pessegueiro; Não é recomendado a implantação de cobertura verde até o 2ºano de plantio por competir com as plantas jovens;


E aí, ficou curioso e gostaria de saber como faria para implantar uma cobertura verde nos seus pomares de pêssego?


A Ecape-Jr., pode te ajudar nisso!

7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo